01 março, 2009

Um dos meus primeiros trabalhos

É na simplicidade dos tons, na suavidade da viagem e na delicadeza do seu encontro com a terra que as folhas de Outono nos levam a reflectir na beleza de cada fase das nossas vidas.


Trabalho de Ermelinda Manuel

Uma folha solitária no caminho encontrei, peguei nela com carinho e viajando parei.

Envelhecida, sim. Mas nela, como em nós vi e senti, a vontade de viver, a dor da solidão, a força de não desistir da vida mas sim da escuridão.

Com o meu pouco e humilde talento, tentei iluminar a fragilidade da sua simples existência.

4 comentários:

Borboleta disse...

Que prazer é este estacionado em tua mente,
Que lhe deixa fincada nessa gazua,
gelada e geniosa.

Elmar disse...

Um iluminar de vontades... feito coragem...
Um mudar de castanho seco... para as asas da definição...
Satisfeitos com os propósitos que os alimentam...
Tudo espelham... tudo engradecem...
A alma cria... tudo irradia...
Somos reflexo do alimento que dispomos.
Parabéns
Elmar

Noemia Travassos disse...

A perseverança sempre dá os seus frutos Manel.
Este teu trabalho é bem a prova de que, Querer é Poder.
E ... vê só como apenas uma folha singela de Outono amparada por um tranquilo violeta, deu uma obra de arte.
Obg por partilhares connosco a tua criatividade e este espaço está sempre aberto para ti e para todos os que amam a nossa Arte sobre porcelana.
Muitos Parabéns e continua com força !!

LígiaGrilo disse...

Olá Manel!
Fico contente por saber que continuas a realizar belíssimos trabalhos...
Descobri hoje este blogue e prometo passar por cá mais vezes para me deliciar com a vossa arte.
Parabéns
Beijinhos da Lígia