09 maio, 2010

Arte Moderna

A mistura de técnicas e a utilização de diferentes materiais é uma das características bem interessantes da pintura dita moderna. A pedido de muitos dos nossos seguidores transcrevo aqui os vários passos utilizados nesta pintura, efectuada pela aluna Irene Araújo.

Trabalho de Irene Araújo (frente e verso de Jarra)

1 Passo:
Efectuar o desenho num papel com as dimensões da jarra e passar com um químico (utilizamos o vermelho) para a peça.
Começamos de cima para baixo, colocando no cabelo duas tonalidades de amarelo: uma, cor de limão e outra da cor da gema de ovo. (Vou evitar utilizar os nomes comerciais, diferentes de fornecedor para fornecedor).
Ainda no cabelo, fizemos as rosas também em dois tons, um rosa e outro púrpura escuro. Nas folhas, utilizou-se uma base de amarelo limão seguida de um verde, cor de folha.
Passamos ao rosto, dando-lhe um rosa claro apenas em volta da linha de definição do rosto e nas sombras do nariz. Com um castanho claro, fizemos as linhas das pestanas e sobrancelhas bem como os orifícios do nariz. Nos lábios, utilizamos uma camada bem fina de púrpura claro, sacando as luzes brancas com o pincel limpo em essência de terebintina.
Passamos à camada inferior do cabelo escolhendo um castanho avermelhado. Após a aplicação de todo o castanho o mais uniforme possível, usamos um pedaço de um plástico de bolinhas e pressionamos ligeiramente sobre o castanho de molde a imprimir-lhe a textura das bolinhas. No vestido, aplicamos também dois tons, um azul turquesa na parte superior e violeta na parte inferior. Logo se seguida, criamos sobre uma textura com um plástico amarfanhado. No pendente do colar aplicamos lustre azul e queimamos a 780ºC.

2.Passo
Continuando de cima para baixo, nos amarelos do cabelo acrescentamos vermelho e ocre criando mesclas e caracóis não uniformes. Reforçamos os verdes e as cores das folhas.
Numa proporção de meio por meio, misturamos relevo branco com tinta castanho escuro e reservamos um q.b. de relevo branco. Com a ajuda de uma espátula pequena e carregando-a com pequenas porções de relevo branco, aplicamos cornucópias em movimentos circulares largos, na zona superior da cabeça por cima dos amarelos e vermelhos.
Passamos depois à zona dos castanhos, usando agora o relevo castanho bem escuro.
Retocamos as sombras do rosto e sobrancelhas e aplicamos uma sombra verde alface nas pálpebras dos olhos.
Pelo método acima descrito fizemos também um relevo de cor azul e aplicamos na parte superior do vestido em pequenos movimentos circulares. Queimamos a 780ºC.

3. Passo
Num azulejo bem limpo, espalhamos 3 ou 4 gotas de ouro brilhante. Nele molhamos um pedaço de uma esponja de face irregular e esponjamos aleatoriamente a peça na parte do castanho-escuro. Com um pincel e para um óptimo acabamento, colocamos também ouro na borda superior da jarra e filetamos os limites do pendente do pescoço e o seu fio.























Parte de Trás da Jarra (1 e 3 fases)
Terminamos o trabalho com a Irene Araújo completamente apaixonada pela sua “Menina” e com uma queima a 750º C.
Apesar de ser um rosto, é um trabalho bastante simples de realizar e com um efeito cromático muito apelativo.
Experimentem!

4 comentários:

Tais Luso disse...

Oi, Noemia, teu blog está muito lindo; trabalhos muito bem elaborados. Fui descendo e olhando as cores, os traços, a segurança dos artistas. Parabéns, deixo meu abraço a ti e a todos.

Tais Luso

Noemia Travassos disse...

Olá Tais,
A sua visita é sempre uma mais valia para nós e muito em especial esse comentário lindo pois vindo de alguém que entende a arte como a Tais, dá-nos muita força para prosseguir e a fazer cada vez melhor. De todos nós um abraço!

Atelier da Casaleira disse...

olá,boa tarde,
tudo bem?
adorei,magnífico trabalho,parabéns, bjs

Noemia Travassos disse...

Olá Raquel

Mt obg pela visita aos "Amigos-da-Porcelana" e pelo seu comentário. É para nós um grande prazer tê-la como seguidora.
Visitei o seu lindo blog e deixei-lhe uma mensagem. Volte sempre e um até breve!