24 novembro, 2010

Testemunhos da Puberdade

A minha juventude foi bastante recheada de acontecimentos invulgares.

Para isso contribuiu muito ter vivenciado de perto a guerra em Moçambique.
Para vos dar um exemplo, aprendi a conduzir aos 12 anos e um pouco mais tarde a fabricar cocktails’s molotoff , nome dado às granadas artesanais que usávamos para defesa pessoal.


A prossecução da guerra seguida pela conturbada independência do país, acabou por forçar os mais resistentes a regressar aos seus países de origem.

Fui assim devolvida a um Portugal desconhecido e coagida a recomeçar do nada. Afinal apenas aqui tinha vivido os primeiros 9 meses da minha vida.

Para trás, naquele pedaço do mapa africano deixei 22 anos de juventude, amigos e pertences  dentre eles todos os meus desenhos.

Trabalho de Noémia Travassos (Grafite em papel 30 x 24 cm)

Imaginem o meu espanto quando a minha sobrinha, minha fã incondicional,  há dias atrás me revelou que tinha um desenho meu … muito antigo !!!!!

Dias depois dei comigo a olhar para este pedaço de papel com uns rabiscos a grafite datado de há 39 anos e para mim inexoravelmente ….  um tesouro dos meus 15 anos  e que com alegria partilho convosco.

13 comentários:

Cleo Borges disse...

Noemia querida, sinto uma sensação felicidade por voce ter "recuperado" ou reencontrado esta parte de voce...
Acredito que algo lindo dos seus 15 esta renascendo em voce,esta voltando para voce...
Nada é por acaso, algo de lindo e significativo se esconde por de tras desse desenho tao lindo, por sinal...Nasceste artista...
Muita Luz para voce,
Bjos, Cléo Borges

Benó disse...

Que bom voltar a ter 15 anos.Calculo tudo o que relembrou ao ver esse desenho pois ainda hoje publiquei, no meu blogue, um poema com 50 anos escrito pelo meu marido.São recordações que nos fazem sentir adolescentes e felizes.
Fiquei contente pela Noémia, também.

Noemia Travassos disse...

Olá Cleo,

Ser artista é ter a capacidade de estabelecer pontes entre a mensagem da nossa Alma e quem observa um dos nossos quadros. Essa junção entre o criar e comunicar com os outros, obriga-nos a encontrar os elementos plásticos capazes do diálogo certo. Creio que é nesse esforço que nos superamos e "crescemos" não só como artistas mas também como pessoas.
Obg pela força transmitida no seu comentário! Que essa doçura de Ser a acompanhe sempre. Até breve com beijos de Luz

Noemia Travassos disse...

Obg Benó,

Vivemos tanto, passamos por tantas experiências.... Comparo-nos a um pedaço de aço que a vida martela, esmerila e tempera com água até nos transformar numa espelhada escalibur cravejada de pedras preciosas. Quando olho para trás, para o meu passado, sinto que valeu a pena ter vivido e que aprendi a dar valor a cada minuto da minha existência .
Fui ver o lindo poema que publicou no seu blog, tão cheio de conteúdo e deixei-lhe também um comentário.
Até breve com um bjinho !

Vieira Calado disse...

E está bem feito,

sim senhor!

Beijinhos

Gisele Claudya disse...

Oi, Noemia, adorei o teu blog e vou seguí-lo. Já morei em Portugal e morro de saudades daí. Virei mais vezes. Sou pintora mas amadora.
Beijocasssss

Noemia Travassos disse...

Olá Vieira Calado,

Primeiro que tudo o meu obg pela visita e pelo seu comentário. Andei também a navegar pelos seus blog's e fiquei especialmente fascinada com o da Astronomia. Vou segui-lo e com ele aprender um pouco mais. Até breve!

Libânia Madureira disse...

Amor...



Alfa e Ómega,
Da Vida o Dogma.

Amor… onde por vezes o Sol
Parece querer agonizar no poente.
Com seu lampejo de farol,
Em mar de nevoeiro
Esconde-se, mas jamais morre.
__ Volta a surgir, numa luz resplandecente,
Como rubra brasa da lareira,
Como na “Hora” primeira...

A Luz do Amor
Que transparece
Numa dádiva de esplendor!
Incomparável Amor que não se esvanece
Brilha eternamente
Unindo-nos ao Imanente,
Numa caminhada lado-a-lado,
Num percurso, diariamente renovado…


Libânia Madureira

Noemia Travassos disse...

Gisele,

É sempre com alegria que recebemos novos amigos e seguidores por isso o nosso obrigada pela sua presença e lindo comentário. Esperamos com o nosso contributo continuar a estimular a apetência por esta arte porque "Juntos somos força Criativa".
Bem Haja!

Noemia Travassos disse...

Querida Libânia,
A sua poesia, tão suave e doce esparge neste espaço raios de luz como se de um Sol se tratasse.
Quanta delicadeza a definir um sentimento tão dual quanto o amor. Obrigada por estar comigo!

Bemsei disse...

O talento já lá estava...
Bj

Noemia Travassos disse...

Mt. Obg. Bemsei,
As apetências já estão no nosso ADN. Só temos que as despertar e ter força para sermos os protagonistas principais do filme da nossa vida. Volte sempre

anabela disse...

Minha doce Noémia, nasceste para deslumbrar!!!